quinta-feira, 14 de maio de 2009

Por falar de amor onde está você II

Por falar de amor onde está você
No vento de uma flecha
Numa vida curta, luz estreita, de uma brecha
Meu coração que bate seco, posto seu último beijo, em minha testa

Mas já agora ano novo, me vejo envolto
De um sonho novo, mergulho surdo e corro louco
Bandeira branca, faço da paz um pouco

Atômico descaminhar, é lento sufoco
De uma humanidade do sem pensar
Do te quero morto

De poderes que condizem, e que não me envolvo
Me crio solto
Mas tomo soco, buscara sol e uma amada, tanto e tão pouco

Não há diálogo ou comédia, se o mar, revolto
Meu Brasil é Espanha nos museus, e Jamaica sem almoço
Somos casas entre árvores. mas sem último reboco

Somos músicas copiadas, altas, tanto que nem ouço
Somos narizes finos, estéticos, e dedos magros, no osso
Somos de outro dia, na chuva criados, fodidos
Somos pintura sem esboço

Somos Lampião e Zumbi, somos Zé do Caroço
Somos romance, menos chic que o tango argentino, somos o fundo do poço
Somos meninas nas estradas, vendidas por um troco
Somos Ney, Cazuza e Renato Russo, bichas assumidas, anjos roucos

Somos a mídia fingidinha, somos normalzinho, povo escroto
Somos o transtorno, caos urbano, religiões de consolo
Somos bostas, vivemos de costas, cheios de não pode
Cheios de não mostra

E seguimos sem pincéis, amordaçados
Somos atores sem papeis
Somos o trigo que nunca vira pão
Somos o senado, a política, o caveirão

Somos exóticos seres dos trópicos
Somos o País Ipanema
Somos Yemanjá For Export
Somos o seio e bunda de Iracema

Somos um pouquinho de cada curva do mundo
Somos um bebê lindo, somos a dama e milhões de vagabundos
Somos rendidos, somos arrependidos
Não somos americanos, não fomos o povo escolhido

Não somos o primo ariano, não somos a prima Uganda
Somos corte, somos sorte
Somos Pindorama

Somos esse amor forte
Somos quem esquece de amar
E somos quem nos ama

Somos o ainda, o antes, e o além... da morte

2 comentários:

shorten media disse...

:)

Grandinetti disse...

O tempo me fez ficar sem dar uma passadinha aqui..
deu uma saudades das suas palavras!!!

lindo como sempre, encantador!!!

Saudades!!!!